Desabafo

2 minutos Ultimamente, tenho percebido a minha dificuldade para amar ou, simplesmente, comprar um livro. Há uns dois meses, decidi doar todos os livros que não estivessem sendo lidos, utilizados, ou que não fossem muitíssimo amados por mim. Foi um longo e cansativo processo, mas que valeu muito a pena. Começou quando percebi que meu quarto estava lotado. Passei a refletir o porquê daquilo. Por que guardá-los e não passá-los para frente, dando um sentido maior a eles? Queria que outras pessoas tivessem a Continue lendo

3 minutos Estou feliz. Me sentindo mais leve. Cheguei à conclusão que um armário lotado não significa prosperidade e riqueza de nada, além de acúmulo. No meu, por exemplo, era possível encontrar muitas roupas boas, de marcas excelentes, tecidos bons, modelos diversos, enfim, um armário bem cuidado. Só que era visível um acúmulo injustificado da minha parte. Preciso dizer que sempre faço doações. A cada três meses, no mínimo, tiro o que não serve mais, o que já está fora do meu estilo ou Continue lendo