Minha próxima viagem: Toronto, Canadá

Tempo de leitura: 3 minutos

Oi, gente!

Como comentei com vocês no Instagram e no Facebook, em agosto estou indo para o Canadá ficar 30 dias! Embarco em São Paulo no dia 4 de agosto e chego no Pearson International Airport por volta de 5h30 da manhã. Este é o segundo mini-intercâmbio que eu faço. O primeiro foi para Londres. Dessa vez, estou indo pela CI (em 2015, fui pela Experimento).

Decidi por Toronto por diversos motivos.

  1. Londres já é um destino conhecido por mim (Fiquei, literalmente, 30 dias lá), portanto queria variar, apesar de ser enlouquecidamente apaixonada pela cidade.
  2. Queria uma cidade que não fosse absurdamente cara e que tivesse o inglês como língua materna.
  3. Minha amiga Caroline Delú foi muitas vezes pra Toronto, fez vídeos, escreveu para o blog, postou no Insta e eu fiquei enantada!
  4. Conheci um amigo canadense em Londres e ele falou tanto da cidade que, mais uma vez, fiquei com muita vontade de conhecer!
  5. Sempre ouvi dizer da educação dos canadenses, da limpeza da cidade e da organização. Também, do multiculturalismo, que foi muito decisivo para mim.

Mas foi uma loucura. Vinha com essa ideia há mais ou menos um ano e meio. Nesse meio tempo, desisti de ir por vários motivos (trabalho, namoro, dinheiro). Tanto que fui até a CI muitas vezes para ver se tomava a decisão de uma vez. No início, eu queria ir para ficar três meses estudando inglês no Canadá, mas estava encontrando preços absurdos, principalmente das residências estudantis. O total ficaria quase 50 mil reais só de curso e lugar pra ficar, e nesse tempo eu nem poderia trabalhar lá por conta do tipo do visto, então ficaria complicado pagar o aluguel… Mas a vida seguiu e eu acabei abrindo a minha própria empresa aqui na minha cidade, me dando mais responsabilidades e motivos para não viajar.

Como não temos controle de tudo e nem o dinheiro suficiente para ter tudo o que sonhamos, tive que fazer escolhas. Terminei um relacionamento, comecei outro, conquistei novos clientes para começar a carreira e, com isso, todos os planos de viajar se foram (não a vontade!). Um belo dia acordei diferente, olhei no calendário do escritório e percebi que não tirava férias desde Londres (julho de 2015) e estava desesperada para conhecer um lugar novo. Deixei os planos de juntar dinheiro para morar sozinha em stand by e liguei para a agente de viagem.

Primeiro, falei com as meninas da Luso Viagens e Turismo, localizada em Santo André, indicação de uma amiga dos meus pais. Queria começar a ver preço de tudo. Pensei em várias opções: NY (hospedagem absurdamente cara), mochilão pela Europa (momento tenso para ir sozinha, me disseram que estava perigoso), NY e Toronto (20 dias de hospedagem dariam mais de 10 mil reais em hotéis supermegasimples e até velhos, sem contar os gastos lá).

No fim, lembrei de ver o preço de apenas um mês (muito mais acessível) na própria CI. Deu certo! Depois de uma semana pirando, obcecada só falando desse assunto, consegui fechar. E aí era só começar a preparação (visto, passagem, dinheiro…).

Bom, amanhã vocês vão saber mais sobre a residência estudantil que eu escolhi, aqui no blog.

Espero que tenham gostado!

Com carinho,

Bru