Crônica

Um dia de cada vez

2 minutos Para mim, esse é o mais ousado dos desafios. Acordar e viver um dia com calma, hora por hora, sem misturar as preocupações de agora com as de amanhã. Saber que o futuro é incerto e, exatamente por isso, não devíamos perder tanto tempo tentando planejá-lo minuciosamente. Pensar em um problema de cada vez, ao invés de formar uma bola de neve dentro da nossa própria cabeça. Ah, como eu queria ter doutorado nisso. Como eu queria que uma parte da Júlia, Continue lendo

O essencial é mesmo invisível aos olhos

menos de 1 minuto Tudo aquilo que vemos por aí é passível de nos encantar. Das flores às roupas; dos carros às paisagens. Mas, e o que, aos olhos, não fica claro? Aquilo que está a nossa volta, que faz parte da nossa vida, mas não consigamos enxergar claramente? Acredito que, o mais importante, além de saber apreciar as “paisagens da vida”, em todos os sentidos, é não nos esquecermos de nos encantarmos por dentro. Pelos sentimentos e pela energia que tanto o universo, quanto as pessoas, Continue lendo

A geração que não sabe amar

1 minuto Em terra de imediatismos, quem tem laços ‘’a longo prazo’’ é rei. Quer dizer então que somos a geração que ostenta desapego, mas que não conseguimos lidar com a própria solidão? Vivemos num mundo onde o mais importante é escapar com eficiência das dificuldades, da tristeza e de tudo aquilo que, apesar de ser algo natural do ser humano, pode nos causar certo “atraso”. Para o homem da atualidade, a realização pessoal está no ter e não no ser. Assim como afirma o sociólogo polonês Continue lendo