Lugares para comer em Londres

Tempo de leitura: 6 minutos

Oi, gente!
Olha só… Mais um post falando de comida e Londres! Que novidade, não é mesmo? Mas sei que se eu tivesse lido esse tipo de post antes de viajar, as coisas teriam sido mais fáceis. Não que aprender a se localizar por lá e montar seu roteiro de acordo com suas vontades não seja legal e emocionante, mas é sempre bom ter alguma ideia do que você vai fazer na viagem que você tanto sonhou. Normalmente temos pouco tempo e se você deixa para montar o roteiro quando já estiver no lugar, não vai ser tão bacana quanto já chegar com tudo planejadinho.
Bom, como já disse em outros posts. Aproveitem essa onda de blogs, dicas, Instagram de viagem para montar os caderninhos de destinos de vocês. Assim se um dia tiverem a oportunidade de fazer as malas, já vão ter seu próprio guia pronto!
Espero que gostem desse post!

Comida saudável

O Whole Foods Market que fui em Londres me deixou com sérios problemas. Fui em um horário que eu estava verde de fome e eu queria comer tudo! Tinha tantas opções, tantas coisas legais para provar, que eu não fazia ideia do que escolher. As coisas não são extremamente baratas como em um supermercado qualquer de lá, mas é um preço justo para quem busca qualidade dos alimentos, frutas, um almoço mais leve e coisas do tipo. Esse daí que fui fica em Piccadilly Circus, ao lado do Jamie’s Italian, que indiquei num outro post sobre Londres. É uma ótima opção para comer, pois quando você vai à Londres com um dinheiro mais contado para as refeições, não pode ficar se dando ao luxo de comer em restaurantes tops o tempo todo. É preciso variar. Eu comia em umas “lanchonetes” que tinham várias opções de marmitinhas prontas. Por exemplo, na rua da minha escola tinha um lugar desse tipo, que servia sushi em bandejinhas prontas, com o valor já escrito na embalagem. Cheguei a comer McDonald’s, comi em restaurante chinês por kg, comi no Pret A Manger (é considerado rede de fast-food, mas é tudo saudável, tipo saladas, frango grelhado…). Mas chega uma hora que tudo fica com o mesmo gosto! E dá vontade de comer uma comidinha mais saborosa como do Whole Foods. Minha amiga que me acompanhou nesse passeio pediu sopa! E não gastamos muito não, viu. Então vale a visita pelo menos. Ah, ele fica ao lado da Boots grandona de Piccadilly! Para quem não conhece, é uma rede de farmácias que você encontra TUDO pra vender. É de enlouquecer qualquer pessoa vaidosa! Eu cheguei até a comprar adaptador de tomada lá… Ps.: Como não sei se existem outros WF por lá, anotem o endereço no caderninho de vocês: 20 Glasshouse St, London W1B 5AR, Reino Unido.

Comidas não saudáveis

É claro que não podia faltar a comida não muito saudável. Digo isso porque quando eu comia esse tipo de coisa, era tudo tão gostoso que me dava uma sensação de felicidade muito boa! <3 Eram coisas gostosas que você não encontra no Brasil exatamente com esse sabor. Enfim…
Eu tinha uma “rotina” durante a semana. Acordava com a Sabrina indo correr às seis da manhã, me arrumava, pegava o transporte e chegava na rua da minha escola de inglês lá pelas sete e pouco. Como minha aula só começava às nove, eu ia tomar café bem tranquila, como se estivesse passeando mesmo. A rua que minha escola fica situada, 272 High Holborn, é uma rua do tipo comercial. Ela fica entre algumas áreas mais turísticas tipo Covent Garden e outras bem famosinhas. Mas é cheia de prédios comerciais, pubs, restaurantes, livrarias, papelarias, lojas de iluminação… Enfim. É um mundo à parte!
Acontece que lá em Londres, conforme você vai descendo em algumas estações de metrô, você encontra nas saídas (às vezes na entrada) algumas pessoas distribuindo jornais ou revistas. A cultura da leitura lá é muito forte. Eles amam os tablóides com a vida das celebridades, eles adoram ler ebooks, estão lendo o tempo todo! Saem para trabalhar com seus livros nas bolsas de trabalho e vão pegando os jornais e revistas ao longo do caminho, porque só os MUITO milionários tem carro para andar na cidade. O resto das pessoas anda de metrô, bicicleta, ônibus ou até mesmo a pé, pois o transporte da cidade funciona muito bem.
Por esse motivo, eles ganham tempo de ler, e eu não fazia diferente. Andava sempre com um livro na bolsa ou pegava um jornal quando entrava ou saía de alguma estação. Quando chegava em Holborn, já estava com uma leitura garantida e era só escolher em qual café eu iria sentar. Na foto abaixo, vocês podem ter uma ideia do sossego que era. Eu sempre sentava nesse mesmo lugar, pois gostava de ficar vendo o movimento da rua enquanto desenhava no meu caderno da aula de moda ou enquanto lia. Esse senhorzinho ia sempre no Pret A Manger. Ficava escrevendo o tempo todo!
Contei esse história da minha rotina, porque o Krispy Kreme Doughnuts estava de vez em quando no ritual. Tinha uma lojinha dessas na rua da minha escola e às vezes eu parava lá para comer antes de me sentar em algum café mais confortável. E era dos deuses! Nunca tinha comido algo tão maravilhosamente bom! Tinha de caramelo, tinha de creme branco com frutas vermelhas… Af… E o melhor? Estudante tinha desconto! <3 <3 <3 Mas acredito que essa rede de doughnuts tem em todo canto de Londres, então para fazer um lanchinho da tarde ou comer uma sobremesa, essa é uma boa opção (espero que as nutris não leiam isso).

Mas é claro que sempre podemos contar com o bom e velho Starbucks! Eu amava comer os muffins, o croissant sem recheio, ou os lanches que eles aqueciam no forno. Era rápido, gostoso e barato!

A coisa aqui só vai crescendo na escala de ódio das nutricionistas kkkkk… O KFC foi o primeiro lugar que eu comi qualquer coisa em Londres. Ao chegar do aeroporto, ainda parecendo uma formiguinha no meio de tanta coisa nova, liguei para o meu amigo brasileiro que mora lá e ele foi me encontrar na minha primeira casa. Ela ficava perto da estação de trem South Bermondsey. Ao redor da casa não tinha muita coisa. Era um bairro bem residencial mesmo, casas mais simples, sem ostentação. Então o comércio de lá não era nada surpreendente, mas tinha o que era necessário. Supermercados, lanchonetes, farmácias… Então nesse primeiro dia, quando fomos conhecer o lugar, encontramos um KFC e eu, confesso, não fazia ideia do que se tratava, mas eu estava morrendo de fome!!! Estava há horas sem comer nada. Meu amigo me levou nesse lugar e simplesmente compramos um balde de frango frito que veio com nada mais nada menos do que quatro saquinhos de batata frita e uma garrafa de pepsi kkk. Comemos muito e ainda sobrou muita comida! Acho que paguei menos de 15 libras em tudo. Essa rede também tem em todos os cantos de Londres. Vale a pena provar!

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *