Meus inícios, meios e fins

Tempo de leitura: 1 minuto

Ontem encerrei mais uma etapa da minha vida. É engraçado como nos apegamos aos lugares e pessoas que acabam fazendo parte da nós por um tempo considerável. Muitas vezes, esse tempo nem precisa ser tão grande assim, mas a nossa mente e, principalmente, o nosso coração transformam tudo aquilo em algo especial. E aí, meus caros, o sentimento cresce.
Trabalho há algum tempo na empresa do meu pai. Ontem, no meu último dia, parei alguns minutos para pensar no quanto cresci ali dentro, não só como profissional, mas também como pessoa. Eu ganhei muita responsabilidade, aprendi mais ainda o que é trabalhar em equipe e pude acompanhar de perto a linha de produção de uma empresa (coisa que, antes de ter essa experiência, eu não fazia ideia de como funcionava).
Com isso, vi o quanto tenho a agradecer a Deus por ter tido essa oportunidade. Agradecer também ao meu pai e a toda equipe da Tecnos Fabric por terem me acolhido com tanto carinho e terem tido paciência para me ensinar o passo a passo das minhas tarefas. Sei que vou levar comigo muito do que vivi e aprendi lá dentro e sei também que deixei um pouquinho de mim ali. Porque, nessa vida, passamos e levamos os aprendizados conosco, sempre deixando outros ensinamentos e experiências. E eu sei que deixei. Essa troca é realmente incrível!
Sendo assim, deixo aqui o meu conselho: seja lá qual for a sua oportunidade, agarre-a com todas as forças. Por menor e mais simples que seja, saiba usufruir dela de alguma forma. Sempre deixe um pouco de si por onde passar. É uma das minhas maiores vontades nessa vida: deixar um pouco da Júlia por onde quer que eu passe! Isso não tem preço.
Com carinho, gratidão e (já) muita saudade,

Meus inícios, meios e fins

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *