O essencial é mesmo invisível aos olhos

Tempo de leitura: menos de 1 minuto

Tudo aquilo que vemos por aí é passível de nos encantar. Das flores às roupas; dos carros às paisagens. Mas, e o que, aos olhos, não fica claro? Aquilo que está a nossa volta, que faz parte da nossa vida, mas não consigamos enxergar claramente? Acredito que, o mais importante, além de saber apreciar as “paisagens da vida”, em todos os sentidos, é não nos esquecermos de nos encantarmos por dentro. Pelos sentimentos e pela energia que tanto o universo, quanto as pessoas, nos transmitem. A confiança, a reciprocidade, o companheirismo, o amor, a dedicação diária. Gestos pequenos que carregam uma infinidade de coisas que não podem ser vistas, mas sentidas.

Enxerguem com os olhos da alma. Na maioria das vezes, vale mais a pena.

Júlia Groppo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *